Playlist

terça-feira, 16 de julho de 2013

Do Infinito Ciclo do Amor



"O amor acaba. 
Numa esquina, por exemplo, num domingo de lua nova, depois de teatro e silêncio; (...) na janela que se abre, na janela que se fecha; às vezes não acaba e é simplesmente esquecido como um espelho de bolsa, que continua reverberando sem razão até que alguém, humilde, o carregue consigo; às vezes o amor acaba como se fora melhor nunca ter existido; mas pode acabar com doçura e esperança; uma palavra, muda ou articulada, e acaba o amor; na verdade; o álcool; de manhã, de tarde, de noite; na floração excessiva da primavera; no abuso do verão; na dissonância do outono; no conforto do inverno; em todos os lugares o amor acaba; a qualquer hora o amor acaba; por qualquer motivo o amor acaba; para recomeçar em todos os lugares e a qualquer minuto o amor acaba."

(Paulo Mendes Campos)


Um comentário:

  1. Olá, querida
    Tudo na vida passa.... o amor é eterno quando morre em nosso coração...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir